segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Os 10 animais que mais fizeram sucesso em 2008

No ano de 2008, animais do mundo inteiro ficaram conhecidos e fizeram sucesso por terem histórias muito interessantes e, acima de tudo, por serem muito "fofinhos". A mídia acompanhou o processo de crescimento da ursa polar Flocke, viu animais quase extintos nascerem em cativeiro, e até acompanhou a implantação de uma prótese em uma fêmea de elefante que foi ferida em uma explosão na Tailândia. Conheça essas e outras histórias dos animais que marcaram o ano.
No início do mês de março, a ursinha polar Flocke, que foi rejeitada pela mãe em janeiro, foi vista pela primeira vez pelos visitantes no zôo Tiergarten, de Nuremberg, na Alemanha. Após o abandono, a filhote passou a morar no zôo, em meados de fevereiro.No final do mês, Flocke - que significa floco de neve em alemão - já se sentia completamente à vontade em sua nova casa e foi flagrada tomando banho no zôo. Meses depois, quando a filhote já completava oito meses, ela foi vista brincando em sua jaula.
Já no mês de abril, o Zoológico do Parque Cultural de Miskolc, a 173 km de Budapeste, na Hungria, comemorou o nascimento de um filhote macho de pantera. A beleza de suas cores vem da mistura da cor negra do pêlos de sua mãe e do pêlo malhado de seu pai.
No ano de 2008, o mundo conheceu também Mosha, uma fêmea de elefante que, aos dois anos de idade, recebeu uma prótese em uma das patas, no Hospital Asiático de Elefantes, em Hangchatr, no norte da Tailândia.Ferida na explosão de uma mina terrestre, Mosha perdeu a pata em 2006, quando tinha sete meses de idade. Com a prótese, o animal pôde se movimentar normalmente.
Outro animal cuja história é das mais tocantes de 2008 devido a seu instinto maternal é a gorila Gana, do zôo de Muenster, na Alemanha. A gorila se negava a deixar o corpo de seu filhote que nasceu morto, em agosto.A gorila deu a luz a outro filhote que nasceu saudável e foi carregado junto ao corpo do irmão pela jaula. O cadáver do pequeno gorila só pôde ser enterrado depois que a mãe deixou o corpo para trás.
No ano de 2008, o mundo conheceu também um gato dourado, do zoológico da cidade de Wuppertal, na Alemanha. A insituição permitiu a divulgação da imagem de um dos felinos.Os "Tigres de fogo", apelido dado à espécie, são provenientes das selvas tropicais do norte da Índia e da Malásia. Os adultos desta espécie de gato selvagem medem cerca de 90 cm de comprimento e 50 cm de cauda e podem pesar de 12 a 16 kg.
Outro bicho muito fofinho conhecido este ano foi um pequeno ouriço branco, apresentado pelo Centro de Criação de Heisenberg, na Alemanha. Segundo biólogos do centro, sua cor branca se deve a uma despigmentação dos espinhos e da pele.
Igualmente fofos - e alvos -, dois filhotes de leão branco foram apresentados pela primeira vez ao público no início do mês de dezembro, no Zoológico de Belgrado, na Sérvia.De acordo com o folclore, a espécie é considerada sagrada pelos povos africanos que habitam a região de Timbavati, perto do parque nacional Kruger. Uma lenda diz que leões brancos mágicos nascem a cada cem anos para dar alegria àqueles que os vêem.Os nascimentos de leões brancos na natureza vêm diminuindo consideravelmente nos últimos 16 anos. A espécie não é albina - é uma mutação genética rara do leão sul-africano.
Um pouco desengonçado, mas nem por isso menos fofo, um filhote de hipopótamo, nascido no dia 29 de novembro, foi apresentado pela primeira vez ao público no Zoológico de Berlim em 16 de dezembro.Os olhos grandes e as orelhas pequenas fazem deste bichinho um fofo exemplar da espécie. A fêmea filhote exibiu-se aos visitantes nadando ao lado da mãe.
Também neste ano, o mundo conheceu Sinta, uma orangotango fêmea de 11 anos de idade, que deu à luz a uma filhote, batizada de "Natalia", na Indonésia.Sinta é um dos 25 orangotangos que estão atualmente no Taman Safari, em Pasuruan. A espécie é encontrada principalmente nas ilhas de Sumatra e Bornéu, na Indonésia, e está sob risco de extinção devido à destruição das florestas, seu habitat natural.
Não tão elegantes, mas não menos simpático que os outros animais mais famosos de 2008, um lemur-de-cauda-anelada foi flagrado fazendo estripolias no zoológico Hagenbeck Tierpark, em Hamburgo, na Alemanha.O lemur brincou em cima de uma câmera filmadora e foi igualmente fotografado em cima de uma balança, durante a realização de um inventário que o zôo realiza ao final de cada ano.
Redação Terra

Um comentário: